terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Primeiras leituras de 2016

   Oláaaa, amorinhas. Tudo bom com vocês? Eu espero que sim, pois eu estou muitíssimo bem. Hoje, oficialmente, começa aqui no blog os primeiros posts sobre 2016. Ainda essa semana, ou hoje mesmo, tem post sobre minhas metas para esse novo ano. Pois bem, nesse climinha tão gostoso que tem o começo do ano, ainda mais para mim que continuo de férias e vou ficar assim até março (Uhul! \o/) sempre rola aquele tédio de fazer sempre as mesmas coisas ou de não fazer nada, não é mesmo?

   Bom, desde pequenininha eu adoro ler e olha que cheguei na primeira série sem saber escrever o meu nome sad but true, pois tinha pulado o pré. Porém desde quando aprendi a ler, no metrô SIM! com o meu pai nunca mais parei e sempre fui aquele tipo estranho de criança que adorava ganhar livros de presente e até roupa, brinquedos nunca foram o meu must have da vida. Hahahaha Mas enfim, por amar tanto ler e já ter lido tanto livro legal estou meio decepcionada comigo mesmo pelo que tenho lido, ou melhor, não lido nos últimos tempos. 2015 foi um ano lamentável literaturalmente falando e resolvi que 2016 vai ser totalmente ao contrário.

   Pensando nisso e já querendo colocar essa meta (uma das da minha lista) em prática, resolvi compartilhar com vocês os meus primeiros livros para 2016. Só para vocês terem ideia um deles foi um presente do natal de 2014 e até agora não consegui terminar, mas vamos lá...





1- As Espiãs do DIA D (Autor: Ken Follett - Editora: Arqueiro): Não é de hoje que tenho um interesse enorme por coisas relacionadas a Segunda Guerra Mundial, acho que foi quando tive contato pela primeira vez com o tema, ainda no fundamental, assistindo o filme O diário de Anne Frank e que me tocou tanto. Desde então de filmes, documentários até livros me chamam a atenção e com As Espiãs do DIA D não foi diferente. Assim que li do que o livro se tratava eu não o soltei mais na livraria, tinha que lê-lo. O livro se passa na Segunda Guerra Mundial jura? quando a França é dominada pelas tropas alemãs lideradas por Hitler. Nesse contexto existe uma mulher, mais precisamente uma oficial inglesa; Felicity Clairet que, junto com seu marido; Michel, comandam um grupo de pessoas, conhecido por Resistência, com o intuito de atacar as bases de comunicação alemãs situadas em um palácio na cidade de Sainte-Cécile. Apesar de todo o preparo de Felicity e experiência de Michael o despreparo e falta de experiência de seus combatentes, além de uma informação errada, faz com que a operação seja um fracasso e além de todos os mortos e capturados, Michael é baleado, fazendo com que a credibilidade de Felicity com seus superiores seja posta em questão. Apesar de tudo isso, a oficial recebe mais uma chance e em nove dias precisa formar uma equipe de mulheres e entrar no palácio disfarçada de faxineira. Mesmo sem saber muito bem o que as esperam, a equipe Jackdaws tentará explodir a fortaleza e acabar com qualquer chance de comunicação alemã, salvando assim milhões de pessoas.
  Esse foi um dos livros que já comecei a ler (mas não terminei) e a escrita é tão bem feita, com um ritmo tão bem utilizado que fica difícil não imaginar estar vivendo tudo aquilo. Para quem, como eu, é louco pelo tema e ainda gosta de ver mulheres como pivor central de uma história, As Espiãs do DIA D é uma ótima escolha.


2-  Ele está de volta (Autor: Timur Vermes - Editora: Intrínseca): Está aí outro livro para provar o meu interesse pelo tema da Segunda Guerra. Apesar desse livro não ter muita coisa sobre a história em si da Guerra, tem como personagem principal nada mais nada menos do que Adolf Hitler. Um dos homens mais odiados da história mundial e também um dos mais controversos (na minha opinião), não será facilmente esquecido. Muitas vezes encontro algumas matérias sobre a vida de Adolf e o que as pessoas fariam se encontrassem Hitler neném, sabendo tudo o que ele causaria. O deixaria viver ou o mataria? Mas o que quase ninguém nunca pensou, digo quase, pois Timur o fez, foi: O que faríamos caso Hitler voltasse a vida nos dias de hoje? É o que acontece no livro. Em Berlim, no ano de 2011, Adolf Hitler acorda e encontra um mundo muito diferente daquele em que esteve pela última vez. Ele está de volta. As pessoas que o encontram sabem de quem se trata; apenas mais um imitador que custa sair do personagem. Em um mundo digital, governado pela mídia, Hitler, enquanto tenta convencer as pessoas que é o verdadeiro Führer, viraliza no youtube e ganha um programa de tv, se tornando mais uma vez o homem que todos querem ouvir.
  Ainda não comecei a ler, mas já li algumas partezinhas, porque sou curiosa  e não me aguento, e tenho certeza que, pela segunda vez, irei me divertir com Hitler. (Se acalmem que a primeira foi por conta de Chaplin no filme O Ditador).  Ah, vale destacar que o livro já ganhou adaptação pro cinema e estreiou nas telonas alemãs no fim do ano passado. Porém, ainda não tem data para estreiar por aqui. Por enquanto podemos nos divertir com o livro.




3- Peter Pan tem que morrer (Autor: John Verdon - Editora: Arqueiro): Bom, esse é um dos gêneros literários que eu, aos poucos, aprendi a gostar. É um livro de mistério, assassinato e a corrida pela busca da verdade por trás de tudo isso. David Gurney, um especialista em mistérios, dedica seu tempo para analisar um caso de assassinato terrível que, segundo ele, não pode ter acontecido do modo como investigadores responsáveis pelo caso afirmam que foi. Sendo assim, David, aposentado do DP de Nova York, precisa comprovar a inocência ou a culpa de uma mulher condenada pela morte do marido. Entre toda a linha de investigação, David encontra muitas outras pessoas que, por inúmeros motivos, poderiam ter cometido o crime. De uma jovem linda e sedutora a um assassino com altura e traços de criança, que lhe rendeu o apelido de Peter Pan, David tem pela frente um dos casos mais sombrios de sua carreira.
  Eu fiquei muito em dúvida quando fui comprar esse livro, pois apesar de já faz algum tempo estar começando a ler livros nesse estilo, ainda é muito difícil achar os que me prendam mesmo na leitura. Estou torcendo muito para que Peter Pan tem que morrer seja um livro que me prenda. 


4- Outlander - A viajante do tempo (Autora: Diana Cabaldon - Editora: Saída de Emergência): E chegamos ao último livro da lista. Esse foi o único que não escolhi, pois ganhei de Natal em 2014 e eu ainda não li da minha vó e passei 2015 enrolando, lendo outros livros culpa do John Green com Cidades de Papel e Quem é você Alasca?... Resultado: Chegou 2016 e ainda não terminei. Já li uma boa parte e acho que estou começando a entrar na parte principal da história. O livro conta a história de Claire Randall que, após a Segunda Guerra Mundial olha o tema ai de novo em 1945, reencontra o marido com quem resolve ter uma segunda lua de mel em Iverness, nas Ilhas Britânicas. Durante um de seus passeios pelo local, o casal descobre um antigo círculo de pedras, onde testemunham um ritual misterioso. Alguns dias depois, Claire resolve voltar ao local e inexplicavelmente algo acontece e ela está no ano de 1753 em uma Escócia violenta, antiga e dominada por guerrilheiros. Enquanto tenta compreender tudo o que está acontecendo, enfrenta perigos e ameaçam sua vida, Claire conhece Jamie, um jovem guerreiro escocês, fazendo com que ela fique divida entre uma paixão arrebatadora e o regresso ao presente. 
   Comecei a ler o livro faz alguns meses, como mesmo disse, mas ainda não terminei. Apesar de não ter escolhido o livro, fiquei feliz por ter recebido ele, pois apesar de ser um tema de história que me prende a atenção, tenho certeza de que sozinha não teria olhado para ele. Pelo que estava vendo, quando fui procurar HIMYM para assistir, o livro virou uma série e faz bastante sucesso nos Estados Unidos. Como tenho problemas com séries e ainda não terminei o livro, não quis assistir algum episódio, mas você pode conferir se quiser. O nome da série é a mesma da do livro.





   Bom, por enquanto esses são os livros que estão na minha lista de leituras de 2016. Tentei fazer um resuminho para vocês sobre do que se trata o livro, mas se não ficou tão claro peço desculpas, pois sou horrível para fazer isso, tento evitar ao máximo. Hahahaha Mas qualquer coisa vocês vão ao querido Ti Google que tenho certeza ele será bem mais útil e claro. 

   2016 só começou e a lista de leituras do ano só tende a aumentar, então sempre que eu tiver livros novos para ler vou falando por aqui e os que eu terminar de ler vou fazendo resenhas para vocês. Ah, tô pensando em falar de alguns outros que li faz algum tempo, mas que eu quero muito indicar.

  Então é isso pessoal, espero que tenham gostado. 
   
Até o próximo post e tchau tchau. ;)

Nenhum comentário :

Postar um comentário